Gestão de Empresas

Veja agora os benefícios da nota fiscal eletrônica para o empreendedor

A emissão de nota fiscal é obrigatória no Brasil para aqueles que prestam serviços ou realizam operações de compra e venda. A boa notícia que o procedimento, que sempre foi muito trabalhoso e burocrático, ficou bem mais simples e prático com o surgimento da nota fiscal eletrônica (NF-e).

Para conhecer algumas facilidades trazidas por ela, compreender as vantagens de implementá-la no seu negócio e entender melhor os procedimentos, continue conosco!

1. Benefícios da nota fiscal eletrônica

Ao optar pelo uso da NF-e você terá a possibilidade de reduzir os custos da sua empresa, já que não terá que gastar com papel, tinta de impressora e espaço físico para o armazenamento das cópias.

Isso porque o procedimento é todo feito no computador e é possível gerar de forma automática uma cópia em formato PDF para que você envie por e-mail ao cliente.

Da mesma forma, será possível fazer um controle mais eficaz sobre a emissão das notas, já que não será necessário conferir cada uma individualmente, uma vez que o sistema tem um processo automatizado que cruza as informações.

Outra grande vantagem é que as notas, quando ficam salvas eletronicamente, podem ser enviadas automaticamente ao seu contador e aos seus funcionários, agilizando o acesso e otimizando os resultados.

2. Tipos disponíveis

Antes de emitir uma nota fiscal, é importante que você compreenda os quatro tipos disponíveis. São eles:

  • Nota Fiscal Eletrônica Estadual: utilizada em relações comerciais entre pessoas jurídicas ou entre os consumidores em geral;

  • Nota Fiscal de Serviço Eletrônica: é utilizada nos casos de prestação de serviços e deve ser enviada para a Receita Municipal do local em que a sua empresa estiver localizada;

  • Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica: deve ser emitida por meio de impressoras de cupom não fiscal e, posteriormente, enviadas para a Receita Municipal do local em que a sua empresa estiver localizada;

  • Cupom Fiscal Eletrônico do Estado de São Paulo: utilizado por clientes de empresas do estado de São Paulo, o que exige que os estabelecimentos tenham um equipamento próprio.

3. Requisitos para utilização

Para trabalhar com as notas fiscais eletrônicas, a sua empresa precisa preencher alguns requisitos legais. São eles: possuir CNPJ, ter um certificado digital, definir o enquadramento empresarial de acordo com o tipo de tributação.

O último requisito é exigido já que as empresas enquadradas no MEI ou no Simples Nacional são tributadas de forma diferente e possuem regras próprias.

Convém destacar, por fim, que será necessário fazer o credenciamento junto à Secretaria da Fazenda do seu estado, portanto, entre em contato com o órgão e se informe sobre o procedimento.

4. Possibilidade de integrar a nota fiscal eletrônica a um sistema de gestão

Além dos benefícios já mencionados, ao optar pela emissão da nota fiscal eletrônica você poderá integrar o sistema a algum software de gestão e automatizar todo o processo.

Optando por isso você terá relatórios de acompanhamento, cálculos realizados de forma automática, redução dos riscos de erros e dos gastos com papel etc.

Além disso, o uso da nota fiscal eletrônica em um sistema integrado possibilitará maior agilidade e segurança às suas atividades rotineiras, permitindo que você invista mais tempo em ações estratégicas para o crescimento da sua empresa.

Gostou do texto? Então siga nosso blog nas redes sociais e continue acompanhando as nossas postagens: Facebook , Linkedin ou Google+!

 
Você também pode gostar
computador-cálculo
Os 4 principais índices financeiros usados pelas empresas
ASSIS VIDEIRA RECEBE EQUIPE DE REPORTAGEM DA TV RECORD PARA UMA MATÉRIA DO QUADRO EMPRESÁRIOS DE SUCESSO
Departamento pessoal: aprenda como você pode otimizá-lo

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Nome*
Site

Share This