Gestão de Associações Gestão de Empresas

Saiba como realizar uma auditoria interna na sua empresa

empresa auditoria interna

Gerenciar uma empresa ou uma associação requer a delegação de algumas funções para outros funcionários. Isso porque à medida que a companhia se expande, aumenta o trabalho e, consequentemente, a necessidade de dividir esse trabalho com outros especialistas.

No entanto, por mais que você tenha o cuidado de se fazer presente na tomada de todas as decisões, é essencial contar com o trabalho de uma auditoria interna. A auditoria é a forma mais eficaz de conferir a regularidade da empresa e, assim, evitar conflitos com órgãos públicos e com funcionários.

Diante da importância dessa matéria, preparamos este post para que você entenda melhor o que é uma auditoria interna e como ela é feita. Continue lendo.

Auditoria interna

A auditoria interna é uma tarefa assumida por um auditor para avaliar, sobretudo, os controles financeiros e contábeis, a fim de auxiliar e orientar a administração da empresa.

É importante destacar que a auditoria interna é muito semelhante à externa, pois ambas estão voltadas para controlar a empresa e apresentar sugestões para a redução de deficiências detectadas.

No entanto, a principal diferença é que a interna é realizada por um funcionário da própria empresa e é, portanto contínua. Já a externa é resultado da contratação de um profissional independente e se mostra esporádica.

Os objetivos de uma auditoria interna

O principal objetivo é avaliar e, assim, orientar a administração da empresa, com base nas análises realizadas. Nesse sentido, o escopo final é apresentar um plano de ação para que a empresa tenha meios de conquistar uma melhor posição no mercado, a partir de uma melhora na eficiência dos processos de gerenciamento.

Para isso, será feita uma análise da eficácia e aplicação dos controles operacionais, financeiros e contábeis. E, ainda, uma análise do cumprimento das normas e procedimentos vigentes, bem como da extensão do controle sobre os ativos da empresa e sua proteção contra eventuais perdas. Por fim, avaliam-se os riscos estratégicos e de negócios.

Modalidades de auditoria interna

A mais usual é a auditoria contábil e financeira, que verifica as demonstrações financeiras, os procedimentos adotados e os respectivos registros para verificar se estão em consonância com a legislação e com os princípios da contabilidade. Nesse contexto, o enfoque é a área de tesouraria, a captação de recursos, as aplicações financeiras, liquidez e rentabilidade.

Já a auditoria operacional verifica se a organização, sistemas, programas e operações da empresa estão cumprindo, de forma eficiente, com os objetivos estabelecidos pela corporação.

A auditoria de sistemas, por sua vez, avalia os processos de desenvolvimento e operação dos sistemas no intuito de verificar sua eficiência, adequação, custos, segurança e documentação, entre outros.

A administração da empresa pode adotar, também, a auditoria de qualidade, a fim de garantir que o produto final atinja o mais alto padrão.

Por fim, a auditoria de gestão, busca avaliar os resultados obtidos e confrontá-los com a estratégia da empresa para identificar se foi adotada a mais eficaz. Além disso, identifica possíveis ameaças e oportunidades para melhorar os resultados futuros.

Pode-se dizer que uma auditoria complementa a outra, mas todas estão voltadas para a obtenção de melhores resultados.

O papel do auditor

O auditor determinará uma sequência de trabalho e avaliará os procedimentos de controle interno, revisando-os, a fim de estabelecer datas, natureza e extensão dos procedimentos de auditoria. Com a execução dos procedimentos de auditoria adotados, o auditor fará testes de avaliação para analisar os fatos ocorridos e, a partir disso, emitir um relatório com as deficiências encontradas, bem como com sugestões para a melhoria.

Pela natureza do trabalho, o ideal é que o auditor e sua equipe tenham autonomia em suas ações.

Dessa forma, você pode perceber a importância desse trabalho para manter a empresa em conformidade com a legislação e com total transparência quanto ao trabalho realizado pelos funcionários. Além, é claro, de proporcionar uma melhoria no trabalho desempenhado e consequente melhoria nos resultados. Vale a pena realizar uma auditoria interna.

Se você quiser saber mais, é só nos seguir nas redes sociais!

Você também pode gostar
office job
Como elaborar um planejamento estratégico eficiente?
Calculo empresarial
5 dicas para reduzir a inadimplência na sua empresa
FIQUE LIGADO NO PRAZO DE ENTREGA DAS DECLARAÇÕES DO IMPOSTO DE RENDA 2018

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Nome*
Site

Share This