Gestão de Empresas

Saiba como executar um planejamento tributário na sua empresa

conversa de negócios

Um dos maiores equívocos que as empresas podem cometer é pagar os impostos sem fazer a devida avaliação a respeito de seu empreendimento nos regimes tributários disponíveis. Isso porque uma boa análise a respeito das características da empresa em função de cada um dos modelos de tributação favorece a economia no pagamento de impostos, além de simplificar os procedimentos burocráticos. Chamamos isso de planejamento tributário.

Diferentemente de práticas como a sonegação, o planejamento tributário é uma atividade legal, onde o grande foco está na escolha do melhor enquadramento tributário possível para evitar o pagamento de impostos de maneira desnecessária.

Por que o planejamento tributário é importante para a empresa

Para que o planejamento tributário seja realizado corretamente é preciso fazer uma análise profunda do universo da organização.

Assim, questões como a definição precisa da atividade que a empresa realiza, seu nicho de atuação, o mercado em que atua, além de elementos como o estudo comparativo dos regimes tributários, a avaliação de regimes especiais e benefícios possíveis, o estudo de impostos, a classificação fiscal de produtos e serviços, aberturas de filiais, entre outros precisam ser considerados.

Para que a empresa tenha destaque no mercado, o planejamento tributário é imprescindível. Somente com uma boa relação com a questão dos tributos é que torna-se possível melhorar resultados e garantir maiores lucros a partir da diminuição das despesas.

Como executar o planejamento tributário de sua empresa

É importante deixar claro que a definição do regime tributário mais adequado é o grande diferencial do planejamento tributário, entretanto, para que isso seja feito da maneira correta é preciso fazer um estudo completo de sua própria empresa.

Assim, ao determinar com precisão as atividades que ela realiza é possível considerar os três regimes disponíveis para as empresas brasileiras, o Simples Nacional, o Lucro Real e o Lucro Presumido.

Simples

Basicamente, o Simples é um regime tributário diferenciado, desenvolvido especialmente para empresas de pequeno e médio porte, que tem como principal característica a unificação dos principais impostos devidos por essas empresas numa mesma guia, o Documento de Arrecadação do Simples, popularmente conhecido como DAS.

Restrito a empresas que faturam no máximo R$ 3,6 milhões anuais, o Simples facilita muito a vida do pequeno e médio empreendedor, pois agiliza sua relação com as obrigações legais.

Lucro Real

Já o Lucro Real é o regime de tributação obrigatório para empresas que faturam mais de R$ 78 milhões anuais. Entretanto ele é optativo para empresas que preferem que seus tributos sejam calculados sobre o lucro líquido obtido.

Por ter a tributação calculada sobre o lucro, é o regime tributário teoricamente mais justo entre os três.

Lucro Presumido

No Lucro Presumido o cálculo dos impostos é realizado sobre a média dos resultados de todas as empresas que executam aquela atividade no país. Assim, quem opta pelo Lucro Presumido tem seus impostos calculados sobre a média nacional, o que representa uma vantagem considerável para empresas que faturam muito acima da média.

Em resumo, faturamento e atividade são os dois elementos fundamentais que sua empresa deve analisar para fazer uma boa escolha de regime tributário.

Enfim, se sua empresa tem esbarrado na questão tributária e por isso não consegue obter melhores resultados, considere fazer o planejamento tributário. Isso permite reduzir gastos e, consequentemente, dar à sua gestão condições melhores para investir. Quem sabe não seja este o segredo do sucesso para o seu empreendimento?

Curtiu o nosso artigo? Deixe aqui nos comentários a sua impressão sobre ele. Queremos ouvir você!

Você também pode gostar
office job
Como elaborar um planejamento estratégico eficiente?
ter ideia
Os 5 erros mais comuns na gestão de empresas
Sociedade trabalhista: como funciona o sistema de cotas?
6 Comentários
  • Gustavo Araujo
    02/03/2017 as 22:43
    Responder

    Excelente explanação,.

    • 07/03/2017 as 10:37
      Responder

      Muito obrigado Gustavo. Toda semana sempre artigos novos.
      Sempre que precisar pode contar com conosco!

  • Aline Stéfani
    02/03/2017 as 20:58
    Responder

    Parabéns pela explicação clara e objetiva. Artigo sensacional e de grande importância.

    • 07/03/2017 as 10:34
      Responder

      Obrigado Aline, sempre que precisar pode contar com a Assis Videira Contabilidade para sanar suas dúvidas! 🙂

  • 08/11/2016 as 09:49
    Responder

    Parabenizo os colegas de profissao, e me sinto orgulhoso em fazer isso pois seus artigos, sao de alta qualidade e demonstra seus conhecimentos, nao so academicos como praticos

    • 14/11/2016 as 13:40
      Responder

      Fala Manoel, muito obrigado pela sua participação.
      Fique a vontade para tirar suas dúvidas que estamos aqui para atendê-lo!
      Em breve, mais publicações.

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Nome*
Site

Share This