Gestão de Empresas

5 dicas para reduzir a inadimplência na sua empresa

Calculo empresarial

Ter clientes inadimplentes, principalmente quando essa situação é permanente, pode acabar com uma empresa. Porque o faturamento, o lucro e o capital de giro — este último essencial para manter as operações — dependem das contas a receber. Daí a importância de reduzir a inadimplência até sua total eliminação.

Além do que colocamos acima, a negatividade da situação pode ser ainda maior e mais perceptível, como quando a maioria dos produtos ou serviços é faturado a prazo. Ou quando o formato de cobrança do negócio é por mensalidades ou honorários.

Mas você pode tomar atitudes para minimizar esses impacto nas suas finanças empresariais e não admitir o risco de não receber pelo que sua empresa entrega. Vamos mostrar 5 formas de se proteger e manter o fluxo de caixa positivo.

Não permitir que a inadimplência se estenda

Quanto maior é a demora para cobrar, maior é a probabilidade de não receber os valores. E essa demora ainda pode ser aliada legal dos devedores, que podem contar com o prazo de cinco anos para restrições nos órgãos de proteção ao crédito prescreverem.

Então, quando uma a conta a receber não for honrada, procure o cliente inadimplente logo alguns dias depois do vencimento. Isso passa a mensagem de que a sua empresa quer e deve receber o mais rápido possível, e que a quitação precisa ser breve, pois a negativação junto ao SPC e ao Serasa está próxima.

Descomplicar o acerto para bons pagadores

Mesmo os compradores que nunca atrasam suas contas podem, pelo menos uma vez, não cumprirem com suas obrigações por causa de imprevistos. Nesses casos, pode não ser adequado aplicar consequências mais severas, como efetivar a negativação de CPF ou CNPJ ou cobrar juros integrais.

Em ocasiões assim, você pode conceder descontos, oferecer um novo vencimento e/ou eliminar os juros. Como são bons pagadores, vão aproveitar qualquer uma dessas chances para se manterem com tudo em dia — e sua empresa receberá o que precisa.

Consultar sempre os órgãos de proteção ao crédito

O nome desses órgãos não é por acaso, pois as consultas que disponibilizam ajudam a reduzir a inadimplência nas empresas. Isso ocorre porque os dados oferecidos podem servir como base para não dar crédito a pessoas físicas e jurídicas com históricos negativos ou apenas conceder pequenos prazos — ações de prevenção pela análise do risco de negociar com já devedores.

Manter sempre um histórico interno de relacionamento

É um bom começo que o cliente não tenha restrição alguma de crédito nos órgãos competentes. Mesmo assim, donos de cadastros positivos podem ser pagadores difíceis — que extrapolam vencimentos com frequência e demandam cobranças recorrentes, e custos para suas realizações.

Então, faça um histórico que seja relativo apenas a seu empreendimento e avalie se todos os que recebem prazos podem continuar recebendo. Caso identifique algum caso como o exemplo acima, pode decidir por não conceder mais crédito, prevenindo-se do risco de não ser pago em algum momento.

Desenvolver um ranking interno de clientes

Padronizar a concessão de crédito de acordo com histórico, relacionamento e progressividade é uma ótima estratégia. Isso ocorre quando um fornecedor dá pequenos prazos e pouco valor de utilização para um cliente que realiza a primeira compra — e aumenta ambos progressivamente, conforme as obrigações vão sendo cumpridas e novas aquisições são feitas.

Essa prática é interessante porque, como outro exemplo, quem está comprando pela primeira vez pode nunca mais precisar daquele fornecedor ou estar no começo de seu negócio quando assumir um grande crédito, que pode ser impagável. Para essas e outras possibilidades, a classificação de compradores, prazos e créditos ajuda a reduzir a inadimplência, tornando a relação entre clientes e fornecedores e/ou prestadores bem mais adequada.

Agora, leve esse conteúdo adiante e auxilie seus contatos empreendedores na redução da defasagem do caixa. Compartilhe as dicas em suas redes sociais!

Você também pode gostar
mesa de escritório
Entenda como otimizar os processos internos da empresa
terceirização contábil para o seu negócio
4 vantagens da terceirização contábil para o seu negócio
Entenda qual é a importância da auditoria interna para sua empresa

Deixe seu comentário

Seu comentário*

Nome*
Site

Share This